Compartilhando pensamentos…

Hoje trago um texto excrito por Nizan Guanaes para uma formatura, paraninfo que era de turma na Faap. Olhe só o que este publicitário escreveu…Deve ser por isso que ele é um dos melhores redatores do mundo e sócio da agência DM9.
Merece ser lido ….


SUCESSO

Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, estou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns.

Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos a quem quer que seja, aqui vão alguns, que julgo valiosos.

Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo o coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como conseqüência.

Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha.

Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar.

E tudo que fica pronto na vida foi construído antes, na alma.

A propósito disso, lembro-me de uma passagem extraordinária, que descreve o diálogo entre uma freira americana cuidando de leprosos no,Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar daqueles leprosos, disse: “Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo”.E ela responde: “Eu também não, meu filho”.

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar, tem trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.

Meu segundo conselho:Pense no seu País. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si.

Afinal é difícil viver numa nação onde a maioria morre de fome e a minoria morre de medo. O caos político gera uma queda de padrão de vida generalizada. Os pobres vivem como bichos e uma elite brega, sem cultura e sem refinamento, não chega a viver como Homem. Roubam, mas vivem uma vida digna de Odorico Paraguassu.

Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia:”seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito”.É exatamente isso que está escrito na carta de Laudiceia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito.É preferível o erro à omissão.O fracasso, ao tédio.O escândalo, ao vazio.

Porque já vi grandes livros e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso.

Colabore com seu biógrafo. Faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido.

Tendo consciência de que, cada homem foi feito para fazer história. Que todo homem é um milagre e traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro. Você foi criado para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, e, caminhar sempre com um saco de interrogações na mão e uma caixa de possibilidades na outra.

Não use Rider, não dê férias a seus pés. Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: eu não disse!, eu sabia!

Toda família tem um tio batalhador e bem de vida. E, durante o almoço de domingo, tem que agüentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo que ele faria, se fizesse alguma coisa.

Chega dos poetas não publicados. Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta de noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam.

Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, porque não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar. Eu digo: trabalhem, trabalhem, trabalhem. De 8 às 12, de 12 às 8 e mais se for preciso.

Trabalho não mata.. Ocupa o tempo. Evita o ócio, que é a morada do demônio, e constrói prodígios.

O Brasil, este país de malandros e espertos, da vantagem em tudo, tem muito que aprender com aqueles trouxas dos japoneses. Porque aqueles trouxas japoneses que trabalham de sol a sol construíram, em menos de 50 anos, a 2ª maior megapotência do planeta, enquanto nós, os espertos, construímos uma das maiores impotências do trabalho.

Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que você está perdendo sua vida, porque você vai trabalhar enquanto eles veraneiam.

Porque você vai trabalhar, enquanto eles vão ao mesmo bar da semana anterior, conversar as mesmas conversas, mas o tempo, que é mesmoo senhor da razão, vai bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão.

E isso se chama sucesso.

Arte Rupestre

Arte rupestre, pintura rupestre ou ainda gravura rupestre, é o nome que se dá às mais antigas representações pictóricas conhecidas, as mais antigas datadas do período Paleolítico Superior (40.000 a.C.) gravadas em abrigos ou cavernas, em suas paredes e tetos rochosos, ou também em superfícies rochosas ao ar livre, mas em lugares protegidos, normalmente datando de épocas pré-históricas.


Na vida do Homem pré-histórico tinham lugar a Arte e o espírito de conservação daquilo de que necessitava. Estudos arqueológicos demonstram que o Homem da Pré-História (a fase da História que precede a escrita) já conservava, além de cerâmicas, armas e utensílios trabalhados na pedra, nos ossos dos animais que abatiam e no metal. Arqueólogos e antropólogos datando e estudando peças extraídas em escavações conferem a estes vestígios seu real valor como “documentos históricos”, verdadeiros testemunhos da vida do Homem em tempos remotos e de culturas extintas.

Prospecções arqueológicas realizadas na Europa, Ásia e África, entre outras, revelam em que meio surgiram entre os primitivos homens caçadores os primeiros artistas, que pintavam, esculpiam e gravavam, demonstrando que o desejo de expressão através das artes é inerente ao ser humano. A cor na pintura já era conhecida pelo Homem de Nandertal. As “Venus Esteatopígicas”, esculturas em pedra ou marfim de figuras femininas estilizadas, com formas muito acentuadas, são manifestações artísticas das mais primitivas do “Homo Sapiens” (Paleolítico Superior, início 40000a.C) e que demonstram sua capacidade de simbolizar. A estas esculturas é atribuído um sentido mágico, propiciatório da fertilidade feminina.

Não é menos notável o desenvolvimento da pintura na mesma época. Encontradas nos tetos e paredes das escuras grutas, descobertas por acaso, situadas em fundos de cavernas. São pinturas vibrantes realizadas em policromia que causam grande impressão, com a firme determinação de imitar a natureza com o máximo de realismo, a partir de observações feitas durante a caçada. Na Caverna de Altamira (a chamada Capela Sistina da Pré-História), na Espanha, a pintura rupestre do bisonte impressiona pelo tamanho e pelo volume conseguido com a técnica claro-escuro. Em outros locais e em outras grutas, pinturas que impressionam pelo realismo. Em algumas, pontos vitais do animal marcados por flechas. Para alguns, “a magia propiciatória” destinada a garantir o êxito do caçador. Para outros estudiosos, era a vontade de produzir arte.
Qualquer que seja a justificativa, a arte preservada por milênios permitiu que as grutas pré-históricas se transformassem nos primeiros museus da humanidade.

Brasil

No Brasil são encontrados diversos arquipélagos onde existem manifestações de arte rupestre. Os mais conhecidos ficam em Naspolini, no Estado Santa Catarina, na região Sul do país. Em Minas Gerais na região de Lagoa Santa e Varzelândia. Destacam-se também a Toca da Esperança, região central da Bahia e Florianópolis, Estado de Santa Catarina, no sul. No nordeste também foram encontradas pinturas no Estado do Piauí, na Serra da Capivara. As cidades mais próximas dos sítios arqueológicos são Coronel José Dias e São Raimundo Nonato (30 km). No estado do Rio Grande do Norte, diversos sítios também são encontrados, principalmente nas regiões do seridó e na chapada do Apodi, tendo como destaque o Lajedo de Soledade.

Segundo informação da “FUMDHAM”, Fundação Museu do Homem Americano, de São Raimundo Nonato, há 260 sítios arqueológicos com pinturas rupestres na área do Parque Nacional da Serra da Capivara, que foi criado em 1979.

De acordo com informações não confirmadas, as pinturas rupestres dos mencionados sítios teriam idade entre 10.000 e 12.000 anos, porém estudos mais recentes datam 50.000 anos. Contudo, outros estudiosos consideram impossivel a data de 50.000 anos, uma vez que se estima que os primeiros Homo Sapiens chegaram a America pelo estreito de Bering a apenas cerca de 13.000 anos. A questão continua em aberto.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Publicidade X Propaganda X Marketing

A Publicidade é uma atividade dedicada à difusão pública de ideias associadas a empresas, produtos ou serviços. Propaganda é um modo específico de se apresentar uma informação, com o objetivo de servir a um propósito. O Conceito de Marketing é a filosofia de analisar as necessidades do cliente e tomar decisões para satisfazê-las, melhor que a concorrência.

propaganda s. f.
do Lat. propaganda
s. f.,
propagação de princípios ou teorias;
associação que tem por fim espalhar certas doutrinas ou conhecimentos;
divulgação.

publicidade s. f.
estado do que é público;
divulgação;
notoriedade pública;
reclamo comercial.

marketing
(palavra inglesa)
s. m.
Estudo das actividades! comerciais que, a partir do conhecimento das necessidades e da psicologia do consumidor, tende a dirigir os produtos, adaptando-os, para o seu melhor mercado; estudo de mercado. = mercadologia

Publicidade X Propaganda: uma visão simplificada objetivando aos buscadores

Para compreender uma parte do serviço de Otimização da Visibilidade, vamos aplicar, ainda que não totalmente apropriadas, as seguintes definições para os serviços de Publicidade e de Propaganda. A Publicidade é uma atividade dedicada à difusão pública de ideias associadas a empresas, produtos ou serviços. Propaganda é um modo específico de se apresentar uma informação, com o objetivo de servir a um propósito. Ainda que a mensagem traga informação verdadeira, é possível que esta seja tendenciosa, podendo apresentar um quadro incompleto ou não tão balanceado do objeto em questão. Seu uso primário advém de contexto político, referindo-se geralmente aos esforços patrocinados por governos e partidos políticos.

No início das atividades das empresas de buscas (Google, no caso) o serviço de indexação era simples. Bastava programar um computador para que fosse em busca dos sites, e, uma vez lidos, indexá-los, de acordo com suas palavras-chaves (keywords), ou seja, as palavras mais significativas ou representativas do conteúdo das páginas e/ou do web site. Ou seja, os resultados eram apresentados isentos de manipulação, tendendo a parecer um extenso e abrangente veículo de Publicidade, gratuito e autêntico.

Com o passar do tempo, essa relação direta começou a ser alterada, melhorando-se a acuidade dos buscadores, na tentativa de se corrigirem falhas. Mas, ao mesmo tempo, a popularidade e a credibilidade do processo passou a ser alvo de distorções ocasionadas por tentativas fraudulentas de obtenção de melhores posições nos resultados. Então o conjunto das respostas a uma dada solicitação passou a ter o caráter mixto de Publicidade e de Propaganda. Porque há web sites dos dois tipos na Internet, convivendo e originando respostasjunto aos buscadores, aparentemente em pé de igualdade. É aqui que transita o profissional da Otimização da Visibilidade. Ele promove, entre outras ações, a manipulação do conteúdo pré-existente de um web site para que melhor atenda ao cliente, como fim, através dos robôs de buscas, como meio, tornando melhor e mais evidente o produto ou serviço a ser divulgado. Sem faltar com a verdade.

O Conceito de Marketing

O Conceito de Marketing é a filosofia das empresas analisarem as necessidades de seus clientes e tomarem decisões para satisfazê-las, melhor que a concorrência. Hoje muitas empresas adotam o Conceito de Marketing, mas não foi sempre assim. Em 1776, na Comunidade das Nações, Adam Smith escreveu que as necessidades dos produtores deveriam ser consideradas apenas quando levassem em conta as necessidades dos consumidores. Embora essa filosofia seja consistente com o conceito de marketing, não foi adotada senão 200 anos depois.

Para melhor entender o Conceito de Marketing, é importante passar em revista outros conceitos que já foram predominantes. Embora estes conceitos alternativos tenham prevalecido durante diferentes períodos da história, eles não ficam restritos a esses períodos – ainda há empresas que os praticam hoje.

Fonte: Aparece / Priberam

Conceito de Gramática

Denomina-se gramática a reunião ou exposição metódica dos fatos de uma língua. Quando tal estudo abrange, simultaneamente, diversas línguas congêneres, isto é, filiadas à mesma origem e, portanto, semelhantes, ele constitui o que se denomina “gramática geral” (ou comparativa). Se a gramática visar apenas aos fatos de uma língua particular, ela será “gramática particular”, que passará a chamar-se portuguesa, francesa, inglesa etc., se visar exclusivamente da origem de uma língua e dos processos de sua formação se chamará “gramática histórica”, se, porém, visar os fatos atuais de uma língua, mostrando e ensinando as regras vigentes para seu perfeito manuseio, ela será “gramática expositiva” ( normativa, descritiva ou prática). É essa que estudamos em relação à nossa língua.

Ilustrando o Conceito…

Você sabe o que é um igapó? Na Amazônia, igapó é um trecho de mata inundada, uma grande poça de água estagnada às margens de um rio, sobretudo depois da cheia. Parece-me uma boa imagem para a gramática normativa. Enquanto a língua é um rio caudaloso, longo e largo, que nunca se detém em seu curso, a gramática normativa é apenas um igapó, uma grande poça de água parada, um charco, um brejo, um terreno alagadiço, à margem da língua. Enquanto a água do rio / língua, por estar em movimento, se renova incessantemente, a água do igapó / gramática normativa envelhece e só se renovará quando vier a próxima cheia. Meu objetivo atualmente, junto com muitos outros lingüistas e pesquisadores, é acelerar ao máximo essa próxima cheia…

Fonte: Yahoo

Mídias Digitais

O Profº Luiz Vicente falou muito bem sobre os itens abaixo que estão inseridos em nossa cultura. São conceitos que vem desde a revolução industrial, onde pessoas imaginavam que com o aparecimento das máquinas, seria possível desfrutar melhor o tempo – ir a feira, dançar, etc. Aconteceu exatamente o contrário. O homem passou a trabalhar mais, no ritimo das máquinas. E é exatamente o que acontece nos dias atuais.

1.) Conversando sobre Interativida (achei este site muito legal)

Blog
É um meio de comunicação bastante eficiente e também pode ser considerado como um diário mantido na internet. Além disso, é uma ferramenta que alimenta a rede com informações.

DPI
Dots Per Inches = Pontos por Polegadas (pode ser encontrado como: PPI)

Pin-Hole

Uma camera pinhole é uma máquina fotográfica sem lente. A designação tem por base o inglês, pin-hole, “buraco de alfinete” e é usada para referir a fotografia estenopeica. Este tipo de fotografia é uma prática econômica e simples pois utiliza uma qualquer caixa em que a luz não penetre. A existência de um pequeno furo, estenopo do grego stenopo e que em português permite designar este tipo de fotografia por Fotografia Estenopeica.
A pinhole consiste numa maneira de ver uma imagem real, através de uma câmara escura. De um pequeno orifício onde a luz é captada para dentro da camera, e sofrendo um movimento de inversão, a imagem é projectada para a parede oposta ao orifício ao contrario. Para produzir uma imagem razoavelmente nítida, a abertura tem que ser um furo pequeno na ordem de 0,02 polegadas (0,5 mm) ou menos. O obturador da câmera pinhole geralmente consiste de uma mão espalmada ou de algum material à prova de luz para cobrir e descobrir o furo. As câmeras pinhole requerem um tempo maior de exposição do que as câmeras convencionais devido à pequena abertura; os tempos de exposição vão de 5 segundos a até mais de uma hora.
A imagem pode ser projetada em uma tela translúcida para visualização em tempo-real (popularmente utilizadas para ver o eclipse solar), ou pode expor filme ou um dispositivo de carga acoplado (CCD). As câmeras pinhole com CCDs são algumas vezes utilizadas em serviço de vigilância devido a seu tamanho pequeno.

Tem gente achando que você é analfabeto, e você nem desconfia

Puta sacada! Uma das criações mais espetaculares que eu já vi na minha vida. Nem sempre a super produção fotográfica é responsável pelo resultado.

Semana passada (peça veiculada no dia 13 de agosto de 2001), eu recebi um convite para fazer um anúncio para você . Na verdade, nós: eu (meu nome é Ruy) e o diretor de arte Javier Talavera, também da W/Brasil. Aí, colocamos os pés em cima da mesa, pois é assim que se faz nas agências de propaganda quando é preciso pensar num assunto muito importante. O tema era livre, poderíamos anunciar qualquer coisa que quiséssemos, já que o espaço tinha sido cedido pelo jornal Valor Econômico para estimular a criatividade no mercado publicitário.

Nós nem tínhamos começado o trabalho, e uma coisa já parecia resolvida: bastavam um título intrigante, um visual interessante, duas linhas de texto, e o anúncio estaria pronto. Pois é exatamente isso que algumas pessoas imaginam que você espera de um anúncio. E essas pessoas são as mesmas que têm falado algumas coisas bem desagradáveis sobre você nas salas de reunião. Eu tenho escutado que você não gosta muito de ler, que tem preguiça com textos longos, que jamais perderia seu tempo lendo propaganda.

Por incrível que pareça, quem tem falado isso é gente bem-intencionada, são gerentes de marketing, donos de empresas, pessoas que garantem que conhecem você como ninguém, que fizeram pesquisas, falaram com seus amigos, conhecem sua mulher, seus hábitos em detalhes. São profissionais sérios, gente que decide propaganda, o que você vai ver num anúncio, o que vai ler e também o que não vai ler. Eu confesso que, nessas ocasiões, tenho discutido muito, insistido em dizer que, além de ler jornal todos os dias, você também gosta de ler notícias do produto que vai comprar.

Embora eu não tenha instituto de pesquisa, não conheça você pessoalmente, não saiba sua idade, nem mesmo se você é homem ou mulher, de uma coisa eu tenho certeza: você é uma pessoa sensível, interessante e, principalmente, alfabetizada. Tenho garantido aos clientes que você aprecia o humor, gosta e precisa de informação, adora ler e é justamente por isso que assina ou compra jornal. Tenho lutado para que os anúncios não saiam das salas de reunião frios, burocráticos, chatos, sem graça nem emoção. Agora, confesso que várias vezes tenho sido derrotado nessas discussões, levando como lição de casa a tarefa de diminuir o texto para 2 ou 3 linhas e aumentar o logotipo do cliente em 4 ou 5 vezes.

Por isso, o Javier e eu decidimos não fazer um anúncio nesta página vendendo alguma coisa, mas resolvemos aproveitar este espaço para contar tudo isso para você, para mostrar o que andam falando e pensando de você. E não existe espaço melhor para isso do que as páginas de um jornal. Por isso, se você leu esse anúncio até aqui, para nós pe uma grande vitória. Temos certeza que, se tivéssemos falando de um produto interessante para uma pessoa interessada como você, ele teria sido lido mesmo que o texto fosse tão longo como este. Por isso, obrigado por você ter confirmado que nós estávamos certos. E, se você quiser aproveitar a oportunidade para reforçar seu ponto de vista, mande um e-mail para a gente, pois, na próxima vez que um cliente falar que você não lê, nós vamos mostrar para ele o seu depoimento. Vamos provar que tem gente inteligente lendo anúncios, sim, senhor, gente que gosta de ouvir uma boa argumentação, gente que adora dar risada diante de um anúncio divertido, gente que quer se emocionar, gente que, antes de ser Classe B 1, do sexo masculino, com rendimento de 10 salários e idade entre 25 e 55 anos, é gente. Gente que não quer ser tratada como analfabeta nem desligada só porque o mundo está cada vez mais rápido, mais visual e mais instantâneo. Mande seu e-mail. Talvez assim nós tenhamos anúncios melhores e consumidores mais bem informados. Como você, por exemplo.

Importante: não dá mais pra enviar e-mail porque o endereço não existe mais e, principalmente, a W/Brasil fundiu-se com a Maccann, resultando na W/Maccann. @matofino

Resultado

Foram mais de 400 mensagens 😉

O anúncio “Tem gente achando que você é analfabeto, e você nem desconfia.” foi publicado no dia 13 de agosto de 2001 no Jornal Valor Econômico como parte de uma campanha desse jornal e do Clube de Criação de São Paulo para estimular a criatividade na mídia jornal.

Não deu outra. A W/Brasil publicou um livro de 227 páginas com todas as mensagens. Provando para cada cliente que é possível ter anúncios com textos sedutores e vendedores. Provando para cada publicitário que é possível criar textos inteligentes, instigantes e criativos.

Palavras

repertório / s. m.
do Lat. repertoriu

s. m.,
compilação de várias matérias metodicamente dispostas, para uso particular;
colecção de histórias, anedotas, ditos, etc. ;
colecção ou compilação de matérias relativas à legislação;
calendário;
índice;
conjunto das peças representadas por uma empresa teatral ou por um actor;
lista ou conjunto de notícias, obras musicais, de peças dramáticas e de outros assuntos;
pessoa perita em certos e múltiplos assuntos.

contexto / s. m.
do Lat. contextu

s. m.,
encadeamento das ideias de um texto;
contextura;
entrecho;

Gram.,
enquadramento sintagmático de uma unidade do discurso;
situação de comunicação;
argumento.

polissemia / s. f.
do Gr. polýs, muito + sêma, sinal, significação

s. f.,
qualidade de uma palavra ter muitas significações.

fonte: Priberam

Câmera Escura

A camera obscura (Lat. câmara escura ou câmera escura) foi uma invenção no campo da óptica e um dos passos mais importante que conduziram à fotografia; ainda hoje os dispositivos de fotografia são conhecidos como “câmaras“.
Simplesmente faça uma você mesmo construindo uma caixa e perfurando um buraco em uma das paredes – voilà! (veja camêra pinhole para os detalhes de construção) Com um abertura pequena o suficiente, a luz de apenas uma parte da cena pode acertar qualquer parte específica da parede de trás; quanto menor o buraco, mais definida a imagem no lado de trás. Com esse simples dispositivo “faça você mesmo”, a imagem fica sempre de cabeça para baixo, embora usando espelhos é possível projetar uma imagem que não fique ao contrário. Algumas câmeras escuras foram construidas como atrações turísticas, embora poucas existam ainda hoje. Exemplos podem ser encontrados em Grahamstown na África do Sul, Bristol na Inglaterra, Kirriemuir, Dumfries e Edinburgh, Escócia, e Santa Monica e São Francisco, Califórnia. Existe uma grande e bem montada câmera escura no Museu da Vida da Fundação Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro.
A camêra escura era usada por artistas no século século XVI, como um auxílio para os esboços nas pinturas.
Uma versão pequena de mão usando papel fotográfico para registrar a imagem é conhecida como camêra pinhole.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.