Por: Patrícia Torato, co-founder do useastro.com

O mercado educacional sempre foi muito ligado às tradições mas, nos últimos anos, o setor está apostando em diferentes estratégias e formatos para alcançar novos alunos e se relacionar com o público-alvo.

Não é novidade que a escolha de uma instituição de ensino é uma decisão tomada depois de muita pesquisa e avaliação. O valor da mensalidade e a proximidade de casa não são mais os únicos fatores na escolha da escola onde o filho irá estudar. Hoje há procura por escolas que tenham plano de ensino de qualidade, além de professores melhor capacitados. Nesse caminho, os pais são impactados por mídia, notícias, indicações, internet etc.

As escolas estão em busca de novas inovações e tecnologias que auxiliem na atração, captação e retenção de alunos.

Durante a jornada de compra há algumas oportunidades para impactar os pais e interagir com eles oferecendo informações que poderão influenciá-lo na tomada de decisão. Num primeiro momento, é interessante mostrar a metodologia de ensino e atividades complementares que a instituição oferece e quais habilidades e competências irão desenvolver nas crianças. Assim os pais passarão a reconhecer que determinado fator é importante na educação do filho e passam a buscar mais informações sobre o assunto até tomar a decisão. Posteriormente aplicar uma forma de superar as expectativas e transformar a experiência do cliente numa surpresa agradável.

Pensando neste cenário, as escolas estão em busca de novas inovações e tecnologias que auxiliem na atração, captação e retenção de alunos. Ferramentas de relacionamento, estratégias de Marketing Digital e a associação da sua marca a um sistema de ensino de renome traz mais visibilidade, aumenta a credibilidade da sua instituição, influencia na decisão de compra e fortalece o relacionamento com os clientes.

Outro fato que não pode ser ignorado é o uso das tecnologias digitais em sala de aula, uma vez que os alunos já interagem com a tecnologia cotidianamente e demandam estabelecer essa relação  no contexto educacional. Nos dias atuais, há escolas que já aplicam novos conceitos de ensino e aprendizagem no currículo escolar

O Brasil tem se revelado um grande mercado para negócios tecnológicos de educação. Isso se deve ao tamanho da população e a carência de formas alternativas e mais baratas de ensino. Há oportunidades para empresas que tragam inovações, façam conexão entre o currículo escolar e a realidade do aluno, apliquem métodos de ensino personalizados, tragam o desenvolvimentos de habilidades que serão necessárias no futuro, entre outros.

Aulas com conceitos de empreendedorismo, programação, games, robótica, entre outros tem eficácia comprovada diante do retorno positivo dos rendimentos escolares. Técnicas narrativas, storytelling, plataforma de jogos e músicas e outras atividades lúdicas que envolvam elementos da cultura brasileira podem ser utilizados como aliados no aprendizado.

Quando relacionado ao ensino de música nas escolas de educação básica, que no Brasil é Lei (nº 11.769) desde 2008, esse movimento ainda acontece a passos lentos devido à vários fatores como a falta estrutura física, falta de capacitação dos professores, não há definições e nem metodologia a ser seguida, processos burocráticos, sistema educacional arcaico, crianças e jovens desestimulados, entre outros.

Pensando nisso há empresas surgindo com a missão de mudar esse cenário. Uma delas é a Useastro, um sistema de educação musical com proposta pedagógica inovadora que integra a música com outras disciplinas escolares aproxima as aulas de música do cotidiano dos alunos. Um estudo da revista americana Scientific American mostra que estudar música na infância aumenta em 40% o aprendizado escolar e ajuda a desenvolver habilidades como criatividade, concentração e auto estima.

Através de atividades lúdicas e com recursos de gamificação, desenvolve habilidade como saber trabalhar em grupo, ter senso crítico e tomar decisões. Os conteúdos são apresentados de forma personalizada de acordo com suas dificuldades e nível de conhecimento.

Através da capacitação dos professores com planos de aula, vídeos e materiais e o acompanhamento dos pais quanto ao desenvolvimento dos filhos, a comunidade escolar se tornará mais forte a cada dia, adequando o plano pedagógico e melhorando os resultados de toda a escola.

Assim, a contribuição da tecnologia, marketing digital e educação musical proporciona espaço para as escolas se adequarem ao futuro, ajudando a formar cidadãos com pensamento crítico e inteligência emocional, preparados para trabalhar em equipe e que respeitem a diversidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *