Nunca um problema foi tão comum no país como o de administrar as finanças pessoais. Alguns dos mais conceituados órgãos indicam que milhões de brasileiros estão com a corda no pescoço e devem muito mais do que andam ganhando. Para quem ainda não chegou a esse extremo, mas não sabe como administrar seu dinheiro, e para aqueles que já não sabem mais o que fazer com as contas do mês que não param de chegar e sempre deixam a pessoa no vermelho, a solução é única. Educação financeira. Chegou a hora de administrar os ganhos e mudar radicalmente a vida, com o dinheiro tendo outra dimensão em sua vida. É possível, sim, um modelo de gerenciamento em que qualquer um pode economizar parte da renda. E isso independe da sua situação social.

Em primeiro lugar, é preciso um diagnóstico certeiro da sua atual situação e disposição para mudanças. Neste momento, vale uma boa planilha (clique aqui para baixar modelo) ou qualquer outro programa que seja a sua memória financeira. Gastou, anote. Ter controle faz toda a diferença nessa mudança de vida. Há um conceito interessante utilizado na Metodologia DSOP que pode ser adotado por todos no planejamento financeiro familiar. Seu caso não deve ser diferente dos demais brasileiros. A equação de todos os meses é a seguinte – seus ganhos menos os seus gastos, que pode tanto significar lucros e para outros, prejuízos. Mas e se a lógica fosse diferenciada?

A primeira dica da Metodologia DSOP é pensar nos seus sonhos. Isso mesmo. O que você deseja de imediato ou para daqui a alguns meses e anos? E se você começasse a pensar nos seus gastos e deles subtraísse uma quantia para os seus sonhos e outra para os seus gastos? O resultado é que em pouco tempo os seus desejos seriam fortalecidos e os seus gastos ajustados ou diminuídos.

Para você que deseja começar agora, a tarefa é bem mais simples do que imagina. Primeiro, faça das suas finanças pessoas uma empresa. É isso mesmo! Administre os seus ganhos como se fosse um negócio. A intenção é fazer sua empresa sempre ter uma vida financeira saudável. Outra dica é reservar uma parte da renda e pensar que ela é o seu salário. É o popular primeiro pague a si próprio. Assim você usará esse dinheiro e o fará trabalhar pelos seus sonhos.

E anote tudo, mas tudo mesmo! O cafézinho, o almoço, o chiclete, carnês, supermercados. Só assim você terá o controle, que é a chave para o planejamento mensal. E por falar em planos, nada melhor do que um orçamento mensal e anual. Só assim você poderá planejar suas metas e alcançar tudo o que você deseja, com a conta sempre no azul.

Também recomendo para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *