Comparando redes sociais

Outrora rolou um belo debate sobre redes sociais na faculdade, com destaque para o site de relacioamento Elysiants, voltado para ricos e famosos.

Para variar, questinei se realmente o Elysisnts poderia ser comparado ao Orkut e se não era mais uma estratégia de marketing.

Uma garrafa de champanhe Veuve Clicquot Jéroban vale R$ 2.800,00, ser convidado para o Elysiants só para ricos e famosos, gerar mídia espontânea e ter um público específico não tem preço.

Departamentos de marketing e empresas de todos os tipos estão ocupando a internet de modo, as vezes, super tradicional. Ainda não é tão comum encontrar celebridades na rede. Isso justifica a hipótese de que o Elysiants é apenas uma jogada de marketing focada em um nicho de mercado que gosta de celebrar a vida com estilo.

As redes sociais da internet são formadas por pessoas e não por marcas corporativas. O conceito é social, de interação e relacionamento.

Acho que não é possível comparar o “Orkut” dos famosos com canais como Facebook, pois, um é seletivo e o outro está focado nos conceitos da web 2.0, geração X e Y.

De qualquer forma, estamos falando de negócio. A comunicação é sem dúvida a aama do negócio, “idealizado” por Arthur de Groot e Ronald de La Fuente-Saez, donos do site Elysiants.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *