Quais os principais equívocos da falta de conhecimento em e-commerce

Nos últimos anos, a evolução das ferramentas digitais e a confiança do consumidor em realizar compras por meio da internet revelou um contexto muito favorável para o comércio online, no entanto, apesar dos fatores positivos, muitas empresas acabam não sobrevivendo neste meio por muito tempo.

Em contrapartida a situação econômica do Brasil, as projeções para este ano sobre e-commerce se mostraram positivas, com expectativas de crescimento de 20% segundo apontamentos do E-Bit, contudo, tal qual muitas lojas virtuais surgem, por outro lado, grande número destas tem um curto tempo de vida, e isto se dá, em razão do surgimento prematuro e falta de preparação.

“As pessoas se entusiasmam e não entendem que somente abrir uma loja virtual e colocar os produtos no ar é diferente de gerenciar um e-commerce, com infra-estrutura de operação, entregas, reposição, etc.” Declara Maurício Salvador, presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Esta realidade se configura como um verdadeiro desperdício de bons negócios e, também, dinheiro. Em razão disto, destacamos alguns dos principais equívocos cometidos e que levam os e-commerces ao fracasso:

Planejamento Deficiente: Com os índices promissórios que a internet tem revelado, muitos, na ânsia de obterem uma alta margem de lucro por meio do online, acabam não estruturando suas metas a longo prazo, assim ignorando questões essenciais como: quem é, como atingir o público potencial, pesquisas sobre o mercado, plataforma e funcionalidades a serem utilizadas.

Não proporcionar ao consumidor uma boa experiência no primeiro contato:  Informações insuficientes sobre os produtos, fotos pouco detalhadas ou de má qualidade acabam apagando o desejo de compra do internauta, como também dificuldades para confirmar determinado produto, devido a necessidade de abrir muitas páginas.

Buscas específicas por mercadorias disponíveis, quando não são eficientes, do mesmo modo, ocasionam o abandono do site, sendo muito importante um filtro capaz de encontrar item X mesmo que a palavra tenho sido escrita incorreta.

Muitos destes comércios não compreendem que se o cliente procura realizar suas compras pela internet, o mesmo espera ter praticidade e descomplicações, sendo de crucial relevância tornar a experiência algo mais simplificado possível.
Falha na comunicação: A comunicação de uma empresa faz parte de seu sucesso ou ruína, do mesmo modo se repete na internet. Este é um erro que por vezes acontece, pois acabam por subestimar esforços que deveriam ser voltados a divulgação da loja, também no contato com o cliente, não valorizando suas dúvidas, reclamações ou sugestões.

Excesso de Propagandas: Nada usado ao extremo vem a ser bom, afirmação totalmente aplicável quando se trata de propagandas em e-commerce, pois quem está a acessá-lo não deseja encontrar um layout abarrotado de anúncios, barras laterais e pop-ups. Isto torna o site poluído e, consequentemente, repele o consumidor.

Falta de profissionais qualificados: Por vezes, quem inicia um e-commerce erroneamente se permite o descuidado quando as vendas vão bem, todavia, é certo que esta é uma grave falha, um vez que qualquer negócio demanda atenção contínua, principalmente na internet, ambiente onde tudo acontece de forma muito dinâmica.

Lojas online também devem ter boa estrutura quanto a logística e estoque, bem como anteriormente mencionamos, em todo o seu planejamento, inclusive mensuração de periódica de resultados e reavaliação das ações, questão que demanda bons profissionais.

Analisando todos estes pontos, se torna compreensível a razão de, mesmo em um cenário repleto de oportunidade de lucro e crescimento, tantos e-commerce sucumbirem tão cedo, pois o que de fato falta, são projetos pensados a longo prazo, e estratégias online bem construídas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *