Atração x Interrupção

As concepções e comportamentos dos consumidores hoje são outros, nesta temática, as empresas se viram na necessidade de remodular suas práticas de marketing, a escopo de direcionar esforços que viessem a surtir factual efeito.

Como a geração Y das estratégias de comunicação, o Inbound Marketing veio a luz com a proposta de possibilitar a organização o avolumar sua carteira de clientes utilizando-se da internet, estimulando o consumidor a tomar a iniciativa de interagir com a marca, metodologia até então não explorada pelo mercado.

No marketing comum, ou outbound marketing, as ações são conhecidas por agir através da interrupção, pois o consumidor não estava a sua procura, ela simplesmente foi projetada independente de sua vontade, e isto acontece de diversas formas, como comerciais televisivos, pop ups, panfletos, outdoors, e anúncios de rádio. Contudo, as novas percepções do público tem feito tais práticas, a tanto tempo dominantes, serem reavaliadas.

Cada vez mais, as pessoas têm buscado por informações relevantes na rede, e em paralelo, vêm demonstrando insatisfação mediante a estas interrupções, mudando de canal, recusando panfletos, configurando filtros de spam, pois desejam apenas receptar o que lhes for interessante. Perante a esta realidade crescente, ofertar conteúdo atrativo revelou-se como estratégia competitiva potencial, tornando o Inbound gradualmente mais visado pelas organizações, por ter o poder de magnetizar novos prospects.

O conteúdo produzido pelo Inbound, notavelmente tem resultado de modo positivo, interagindo com os internautas através de redes sociais, blogs, e-books, fóruns, dentre outros, tem convertido número satisfatório de leads, pois 67% das organizações B2C e 41% das organizações B2B captaram novos clientes a partir do Facebook, e 72% dos empresários afirmam que tiveram auxilio das redes sociais para fechamento de negócios. Tratando-se de blogs, 92% das instituições que realizam postagem diárias, igualmente aumentaram seu número de clientes, além de melhores resultados sobre ROI. Por outro lado, o marketing tradicional, tem custo 62% mais caro, e práticas que têm sido dribladas pelo consumidor em virtude de seu teor intromissivo.

O marketing tradicional não perdeu por completo sua efetividade, todavia, não é mais imprescindível opção nas estratégia de comunicação, sendo claro que, a atuação do Inbound vêm a ser uma vertente modernizada e em conformidade com as exigencias atuais da demanda, além de conveniente e flexível, não ‘empurra’determinado produto ou serviço, mas sim fomenta seu público a ser verdadeiramente cativado pela empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *